sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Saúde realiza treinamento sobre notificação de acidentes de trabalho no Acre

Falta de atenção, descuido, não utilização dos equipamentos de segurança ou exaustão estão entre os fatores que provocam mais de 700 mil acidentes de trabalho por ano no Brasil, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT).
O Brasil é a quarta nação do mundo que mais registra acidentes durante atividades laborais, atrás apenas da China, Índia e Indonésia. São amputações, contusões, esmagamentos e fraturas, sendo a maior parte desses acidentes lacerações ou cortes.
Frente à necessidade de disponibilizar informações consistentes e ágeis sobre o perfil dos trabalhadores e ocorrência de agravos relacionados ao trabalho, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Rio Branco (AC), vem realizando, desde o mês de outubro, oficinas com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde e técnicos em vigilância em saúde.
O objetivo, de acordo com a gerente do Cerest no Acre, Rossy Ramos, é a implantação da ficha de notificações, além de atualizar esses profissionais sobre a importância de se preencher corretamente os formulários com dados dos agravos e doenças no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan).
“As fichas de investigação visam possibilitar que as informações ali descritas sejam as mais fidedignas, qualificando a informação sobre os agravos e doenças no Sinan. Com isso, temos condições de traçar políticas de intervenção, promoção e prevenção de agravos relacionados a saúde do trabalhador”, destaca

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Membros das Comissões de Segurança no Trabalho da SES de Cuiabá concluem capacitação

Depois de três dias na Escola de Saúde Pública (ESP), em Cuiabá (MT), encerrou-se na quinta-feira (30.11.17) a Capacitação aos Membros das Comissões Locais de Segurança no Trabalho dos Escritórios Regionais, Hospitais Regionais e Centro Integrado de Assistência Psicossocial (Ciaps Adauto Botelho). A capacitação foi realizada pela Superintendência de Gestão de Pessoas (SGP), Coordenadoria de Aplicação, Desenvolvimento, Saúde e Segurança (CADSS) e Gerência de Saúde e Segurança (GSS) em parceria com a Superintendência de Vigilância em Saúde, Coordenadoria de Saúde do Trabalhador e Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador. O movimento é realizado uma vez ao ano após as eleições das comissões e teve duração de 24 horas.
Os temas trabalhados procuraram contextualizar o cenário institucional, normativas e o Manual de Saúde e Segurança da Secretaria de Estado de Gestão (Seges), que trata sobre a instituição das comissões, suas atribuições, tarefas, como eles irão trabalhar, além de ter conhecimento sobre as doenças do trabalho, a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), entre outras informações importantes. Além da Seges, que também colaborou nas inspeções de segurança e mapas de risco, um técnico de segurança e o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) também participou da ação no tema Vigilância de Saúde do Trabalhador. O plano anual de trabalho também foi um dos temas abordados, pois os planejamentos das ações para o ano de 2018 já começaram a ser feitos.
No caso do CIAPS Adauto Botelho, foi abordada a temática da saúde mental. A equipe responsável procurou mostrar sobre as doenças, como fazer os encaminhamentos, a perícia, afastamentos, entre outras ações já estabelecidas em norma para que as Comissões Locais de Saúde do Trabalhador saibam como proceder.
A gerente de Saúde e Segurança Líris Madalena de Lemos ressaltou a importância da participação dos gestores da SES, que estiveram presentes da abertura da capacitação. “Nossos gestores vieram nos prestigiar, e isso é muito importante, pois a gente precisa que a gestão visualize o nosso trabalho com a saúde do trabalhador, para lutarmos por melhores ambientes de trabalho, e valorizando o servidor”, pontuou.
A gerente explicou também que a capacitação desta época englobou os Escritórios Regionais, Hospitais Regionais e o CIAPS em razão de as eleições já terem sido realizados nessas unidades. No ano que vem, no mês de março, será a vez das unidades desconcentradas daqui de Cuiabá: Centro Estadual de Referência de Média e Alta Complexidade de Mato Grosso (Cermac), Centro de Reabilitação Integral Dom Aquino Corrêa (Cridac), MT Hemocentro, Escola de Saúde Pública (ESP) e a central da SES.

Sesau de Rondônia realiza Simpósio de Enfrentamento ao Assédio Moral no Trabalho

Para alertar a população sobre a prevenção e enfrentamento do assédio moral no ambiente de trabalho, a Sesau (Secretaria Estadual de Saúde)  de Rondônia realizou nesta terça-feira, 12, por meio do Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador) o I Simpósio Estadual de Enfrentamento ao Assédio Moral no Trabalho. O evento éfoiaberto ao público e ocorreu durante todo o dia, manhã e tarde, no auditório do Palácio da Cultura Nenê Macaggi.
Participaram como palestrantes, psicólogos e profissionais da área da saúde, falando das implicações na saúde do assediado, além de advogados que abordaram as implicações jurídicas dos casos de assédio moral.
O Simpósio contou ainda com a presença do psicólogo e professor, José Carlos Zanelli, especialista estadual no assunto, realizando o lançamento do livro Fatores de risco, proteção psicossocial e trabalho: organizações que emancipam ou que matam
Problemas emocionais, depressão, ansiedade e gastrite são algumas das complicações desenvolvidos por pessoas que sofrem assédio moral no trabalho. O secretário adjunto de Saúde, Marcelo Borba, explicou que o assédio moral no ambiente de trabalho pode ser prejudicial à saúde do trabalhador.
“É um tema muito complexo, o assédio moral não está restrito somente a piadas críticas ou insultos, mas sim é uma questão muito mais ampla. Eu acredito que é importante que todos fiquem atentos, para a gente possa ter uma visão global de tudo isso”, explicou Marcelo.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Pesquisa avalia exposição ocupacional a campos magnéticos em processos de soldagem a arco elétrico

A pesquisa de mestrado “Campos Eletromagnéticos na Soldagem Elétrica: Estudo Exploratório Quantitativo”, realizada na Fundacentro, buscou estimar a exposição ocupacional a campos magnéticos durante processos de soldagem a arco elétrico dos tipos MIG (metal inert gas) e eletrodo revestido em três empresas da região de Campinas. A partir da análise, o trabalho elencou procedimentos para minimizar a exposição durante a soldagem.
Entre as recomendações, o pesquisador aponta que os soldadores devem evitar a proximidade com os cabos de solda. Nunca devem permitir que os cabos passem sobre a cabeça, ombro ou que permaneçam próximos ao corpo, principalmente na região do abdômen e cintura. Também não devem se posicionar dentro de loop formado pelos cabos ou próximos deles. É necessário manter os cabos sempre juntos para reduzir a intensidade do campo magnético.

Ceará implanta logística reversa de embalagens de agrotóxicos

Na manhã desta terça-feira (12) aconteceu a solenidade de lançamento do Programa de Logística Reversa de Embalagens de Agrotóxicos no Estado do Ceará, iniciativa da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema). O evento teve lugar no auditório da Federação de Agricultura e Pecuária do Ceará (Faec). O Ceará torna-se o 3º estado do Brasil a celebrar Termo de Compromisso para a Logística Reversa de Embalagens de Agrotóxicos.
Na mesa de abertura, além do secretário de Meio Ambiente, Artur Bruno, anfitrião do evento, a presença do diretor da Confederação Nacional de Agricultura, Tom Prado; do diretor de Sanidade Vegetal da Agencia de Defesa Agropecuária (Adagri), Tito Carneiro; presidente do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens de Agrotóxicos – João César Rando; Luiz de Melo, representando as Associações que comercializam agrotóxicos; o secretário de Agricultura e Pesca e Aquicultura, Euvaldo Bringel; Joenir Dantas, representado a Semace; e Carlos Bezerra, representando a Faec.

VII Simpósio Internacional Trabalho, Relações de Trabalho, Educação e Identidade - SITRE

O VII Simpósio Internacional Trabalho, Relações de Trabalho, Educação e Identidade - SITRE está com as inscrições abertas.
O evento acontecerá entre os dias 28 e 30 de maio de 2018 em Belo Horizonte- MG - Brasil.

Para maiores informações, acesse o nosso site: 

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Policial militar morre em confronto com suspeitos de contrabando de agrotóxicos em Terra Roxa

Um policial militar morreu durante um confronto com suspeitos de contrabando de agrotóxicos em Terra Roxa, no oeste do Paraná, na manhã desta terça-feira (12).
Os suspeitos estavam em uma caminhonete carregada de agrotóxicos quando foram abordados pela Polícia Militar (PM), na localidade de Alto Alegre. Houve troca de tiros e o policial Silvio Rasteiro, de 45 anos, foi atingido e morreu no local. Outro policial que estava no carro teve apenas ferimentos leves.
Na fuga, os suspeitos renderam o motorista de um carro da Prefeitura de Terra Roxa que levava três estudantes para escolas compartilhadas no distrito de Alto Alegre: dois de nove e um de 14 anos, segundo a Secretaria Municipal de Educação.
Todos os ocupantes do veículo foram deixados na estrada. Eles foram encontrados por volta das 7h por um morador da região. Ninguém ficou ferido.
Segundo a PM, o carro da prefeitura também foi abandonado.
Policiais da região estão à procura dos bandidos.
O velório do corpo do policial que estava há 24 anos na PM será realizado na tarde desta terça na capela ao lado do cemitério de Terra Roxa.